TITLE

DESCRIPTION

Dados importantes sobre o câncer de mama e sua prevenção!

Nesse mês entramos no Outubro Rosa, em que o mundo inteiro se mobiliza para conscientizar as pessoas sobre a importância da prevenção contra o câncer de mama e seu diagnóstico precoce, para assim conseguir um tratamento mais eficiente. O que muitos não sabem, é que temos dados alarmantes sobre essa doença. Com base em pesquisas do INCA (Instituto Nacional de Câncer), da IARC (Agência Internacional para a Pesquisa do Câncer) e da SBM (Sociedade Brasileira de Mastologia); separamos algumas informações importantes e métodos importantes de prevenção:

1. A cada 4 tipos de câncer em mulheres, 1 deles é câncer de mama (25%), totalizando 1,6 milhão de casos entre mulheres. (IARC, 2012)

2. Em seu último estudo, feito em 2012, a Agência Internacional para a Pesquisa do Câncer constatou que 14,7% dos casos de morte por câncer eram de pacientes de câncer de mama, somando 521.907 casos no ano do estudo. É importante lembrar que quanto mais cedo for descoberto o câncer, menor a taxa de mortalidade por conta do mesmo.

3. Segundo dados do INCA, 30% dos casos de câncer de mama podem ser evitados com prática regular de atividade física, uma alimentação saudável, manter um peso adequado, amamentar e evitar o consumo de bebidas alcoólicas.

4. O autoexame é um fator muito importante. Segundo o INCA (2013), 66,2% dos casos são descobertos pelas próprias pacientes ao perceber alterações na mama. 30,1% descobrirem por meio de mamografias ou outros exames de imagem e somente 3,7% tiveram suspeita inicial de um profissional da saúde.

5. Segundo a SBM, mulheres com excesso de gordura abdominal apresentaram “74% mais chance de ter câncer de mama.”

Para 2018 e 2019, o INCA estimou 59.700 casos novo de câncer de mama por ano (totalizando 119.400 casos) e um risco de 56,33 casos a cada 100.000 mulheres. A maioria desses riscos aparece nas regiões Sul e Sudeste.

Confira aqui todos os dados por região:

Sul – 73,07 a cada 100 mil

Sudeste – 69,50 a cada 100 mil

Centro-Oeste – 51,96 a cada 100 mil

Nordeste – 40,36 a cada 100 mil

Norte – 19,21 a cada 100 mil

A prevenção, segundo o INCA: “Estima-se que por meio da alimentação, nutrição e atividade física é possível reduzir em até 28% o risco de a mulher desenvolver câncer de mama. Controlar o peso corporal e evitar a obesidade, por meio da alimentação saudável e da prática regular de exercícios físicos, e evitar o consumo de bebidas alcoólicas são recomendações básicas para prevenir o câncer de mama. A amamentação também é considerada um fator protetor. A terapia de reposição hormonal (TRH), quando estritamente indicada, deve ser feita sob rigoroso controle médico e pelo mínimo de tempo necessário.”

Vale ressaltar também que nenhum tipo de informação ou autoexame substitui a visita a um profissional da saúde. Após a suspeita de ter a doença, é importante agendar rapidamente uma consulta com um profissional, para que ele oriente de maneira correta o que fazer e como agir perante a situação.

Deixe um Comentário!

o que já estão dizendo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Telefone: (19) 3795-4690

WhatsApp: (19) 98966-6127

Endereço: Rua: Ezequiel Magalhães
Nº 99 - Vila Brandina. Campinas - SP
Ref.: Condomínio Iguatemi (entrada ao lado da FEAC)

Contato Rápido